Horta Solaris na ONG Verde

"Se planejarmos para um ano, devemos plantar cereais. Se planejarmos para décadas, devemos plantar árvores. Se planejarmos para toda a vida, devemos educar as pessoas". Kwantzu, China, século III a.C.

Alimentação orgânica, sem agroquímicos, é prato saudável e fonte de vida - As hortas nos quintais deveriam receber incentivos para que mais pessoas pudessem plantar hortaliças e raízes, visando diminuir os custos e favorecer a qualidade da alimentação, principalmente de jovens e crianças, hoje, com menor expectativa de vida por causa da baixa qualidade alimentar.

Cobertura de sombrite da Horta Solaris na ONG Verde está pronta

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Fevereiro 2019 - Muita chuva nos dois últimos meses! Mesmo assim, com ajuda do Wellington Viana (Tom), do Instituto Terra Brasilis, e do coordenador de Formação e Capacitação da ONG Verde, Elossandro Coelho, conseguimos colocar a cobertura (sombrite) na Horta Solaris para amenizar os efeitos do sol, das chuvas e para proteger as sementeiras e hortaliças em crescimento de pássaros, abundantes na região, e de pequenos predadores de hortas, incluindo as galinhas que frequentam o quintal da ONG Verde.
 
O sombrite foi erguido e costurado em duas etapas: iniciado em dezembro de 2018 e finalizado neste fevereiro 2019. A horta possui alguns canteiros com o fundo impermeabilizado para economizar água e evitar que os nutrientes do adubo orgânico escorram para fora da área delimitada.
 
Agora, estamos prontos para dar continuidade com as atividades para as crianças de Cabrestos, especialmente para os alunos da Escola Municipal Maria do Carmo Picardi e, é claro contando com a comunidade que está apoiando as ações da ONG Verde.

Atividades de plantio de sementes e mudas começam neste março

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

O grupo de alunos do “Lixo Zero” já fez uma primeira atividade para a horta que foi a construção da “casinha de insetos”; também as primeiras mudas já foram plantadas, dentre essas, a capuchinha e o manjericão.
 
A partir do mês de março, “quando as chuvas vão fechando o verão”, a turminha vai plantar outras hortaliças, dentre essas o alface, a couve, o espinafre e a rúcula.
 
Não vamos nos esquecer das PANCS (Plantas Alimentícias Não Convencionais) e das ervas. No quintal já tem ora-pro-nobis, peixinho, taioba, urucum, orégano, salsinha, hortelã, mil-folhas, erva cidreira e muitas árvores frutíferas.
 
E, para fazer o controle biológico, SEM AGROTÓXICO, já se encontram na horta a citronela e a lavanda, dentre outras flores para compor a morada das joaninhas.
 
É isso gente! Muito trabalho nos espera e contamos com vocês para somar a essa equipe.

Horta Solaris na ONG Verde Canastra
Horta Solaris na ONG Verde Canastra
Horta Solaris na ONG Verde Canastra
Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Casa de insetos para hortas orgânicas

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Janeiro 2019 - Construir e manter uma horta orgânica são desafios para aqueles que desejam plantar os alimentos de forma saudável. É uma luta diária contra todo o sistema de plantio convencional que utiliza agrotóxico e abrange grande parte das áreas cultivadas no Brasil. Atualmente, somos um dos países que mais consome alimentos com agrotóxicos no mundo, utilizando alguns produtos químicos proibidos na Europa e EUA.

Ao nosso redor existem milhões de pragas “expulsas” de propriedades impregnadas por agrotóxicos, ansiosas por hortas fresquinhas, sem a contaminação de produtos químicos, para fazer ali a sua morada.

Então, como proteger as hortas orgânicas dessas pragas sem utilizar produtos químicos que prejudicam o solo, as nossas águas e a saúde humana e dos animais?

Quem planta alimentos de forma orgânica sabe que existem várias formas de combater e controlar a presença de pragas nas hortas. Essas práticas vão desde a preparação de repelentes naturais, uso de adesivos coloridos; até a limpeza manual de algumas pragas.

Controle biológico

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Dentre as diversas formas de controle biológico vale destacar a presença dos “insetos do bem” nas hortas para fazer esse trabalhinho de manter as hortaliças livres das pragas e de doenças.

Quem são esses bichinhos apelidados de “insetos do bem” nas hortas orgânicas?

São insetos predadores naturais que ajudam a manter o equilíbrio no ecossistema do jardim e das hortas orgânicas. 

Esses insetos se alimentam da lagarta-rosca, da lesma, dos pulgões, da mosca-branca, dos ácaros e de muitas outras pragas maléficas às hortaliças. 

Alguns “insetos do bem” muito conhecidos e utilizados nesse combate natural são as joaninhas, o louva-a-deus, a libélula, o bicho-lixeiro, as abelhas e vespas, além das borboletas.

Para atrair alguns desses “insetos do bem” para as nossas hortas, além do plantio de flores atrativas, sugerimos a construção de casinha de insetos, também conhecidas como hotelzinho para insetos.

Uso de materiais reciclados

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

O objetivo de construir a casinha de insetos próxima à sua horta é para que esses “insetos do bem” depositem seus ovos, hibernem e, durante as chuvas e o inverno, possam se esconder.

As casinhas de insetos ajudam a proteger as hortas e os jardins, aumentando a biodiversidade, pois fornecem um habitat para polinizadores e controladores naturais de pragas. 

Neste final de ano de 2018, as crianças do Projeto Horta Solaris utilizaram a Sala Verde para construir três casinhas de insetos e instalar próximo à horta. Aprenderam que os insetos, futuros moradores dessas casinhas, vão ajudar a proteger e manter os alimentos saudáveis.

O processo de construção das casinhas de insetos para a Horta Solaris da ONG Verde envolveu a reutilização de materiais que seriam jogados no lixo e o uso de folhas secas, casca de coco, gravetos, papelão e pedras.

Foram planejadas outras oficinas, incluindo a construção de um espantalho de ervas e capim cheiroso.

Participaram das atividades a Paulinha, o Rafael, a Larissa, o Luciano, a Sabrina (de Franca/SP) e o voluntário, Lucas.

Atividades na SALA VERDE/MMA

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

As atividades foram realizadas na SALA VERDE e a bicicleta PEDAL VERDE, que gera energia para acender luzes numa casinha e recarregar celulares, é sempre uma brincadeira que estimula as crianças a gastar energias enquanto geram eletricidade.

Jogos e brincadeiras

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Além da PEDAL VERDE, as crianças também se divertiram com jogos de tabuleiro, de botão e até de "pega", envolvendo o monitor Lucas Diniz, voluntário da ONG Verde que veio de Belo Horizonte para participar das oficinas.

Novas placas indicativas

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

ONG Verde investe em placas para valorizar apoiadores e parceiros.

Horta quase pronta

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Em mais alguns dias será colocado o sombriite e iniciada a plantação

Algumas plantas que já fazem parte da Horta Solaris

Na área do quintal da sede da ONG Verde já foram plantadas espécies de ervas e de árvores frutíferas para compor a horta orgânica e pdegógica. Confira algumas abaixo.

Citronela

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

A citronela ajuda no controle de moscas e mosquitos.

Urucum

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Flores e frutos usados para colorir molhos e saladas.

Mil-folhas

Horta Solaris na ONG Verde Canastra
A mil-folhas ou novalgina é usada para prevenir e tratar doenças.

Peixinho ou orelha-de-coelho

Horta Solaris na ONG Verde Canastra
Folhas suculentas e nutritivas parar fazer lasanha, massas e até risoto.


Hortelã

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Muito usada misturada em sucos e para fazer chá.

Boldo chileno

Horta Solaris na ONG Verde Canastra
Trata dos distúrbios digestivos e promove a saúde do fígado.


Orégano

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Na culinária é utilizado em diversos pratos.

Moringa oleífera

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Conhecida como a árvore da vida pela quantidade de vitaminas.

Alfazema

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

O perfume da alfazema afasta alguns predadores das hortaliças.

Flores

Horta Solaris na ONG Verde Canastra

Muitas flores para atrair joaninhas e outros insetos do bem.

O Projeto Horta Solaris na ONG Verde

Horta Solaris ONG Verde
O Projeto Horta Solaris é uma proposta para estimular novos hábitos e práticas sustentáveis no plantio e consumo de alimentos orgânicos, principalmente, nas comunidades e escolas.

Uma das características do projeto é a utilização da energia solar nos processos de manutenção da horta – irrigação e iluminação; a outra característica importante é a utilização de conteúdos curriculares vinculados ao plantio e colheita dos alimentos. 

A horta possui conhecimentos relacionados à matemática, português, história, geografia, ciências, inglês e espanhol.

O processo da produção até a colheita envolve a participação da escola e da comunidade, considerando a troca de experiências e a adequação às necessidades dos grupos que participam das atividades da horta.

Nesse projeto, a comunidade e a escola buscam a variedade e a qualidade dos alimentos com segurança, pois não usam agrotóxicos.

Atuação do Projeto

Nas escolas: integrado aos conteúdos educativos – ciências, matemática, português, história etc.

Nas comunidades: plantio de hortas nos quintais e coletivas – conhecimentos tradicionais e geração de renda.


Compostagem

Horta Solaris ONG Verde
O Projeto Horta Solaris realiza diversas experiências com adubos provenientes de compostagem vegetal (restos de frutas, folhas, legumes, hortaliças e capim) e de esterco animal. 

Escolas da região são convidadas a participar do monitoramento e da avaliação desses processos e dos resultados alcançados.


Política Nacional de Educação Ambiental

O Projeto Horta Solaris está integrado à Política Nacional de Educação Ambiental, conforme a Lei nº 9.795/1999, e, por isso, é uma ferramenta importante para a educação e a formação de hábitos sustentáveis.


Diferencial do Projeto

A Horta Solaris utiliza equipamentos para bombear água, irrigar e iluminar o ambiente da horta com energia solar, promovendo a tarifa zero na conta de luz e contribuir com a redução do valor da conta de água pela captação de água das chuvas.


Conhecimentos e Troca de Experiências

As atividades do projeto proporcionam às crianças e à comunidade conhecer sobre:

 alimentação orgânica e sem agrotóxicos;
 controle biológico de pragas e doenças nas hortaliças;
 manejo e uso de vários tipos de compostagem;
 aspectos históricos, geográficos e biológicos dos alimentos;
 equipamentos e acessórios para gerar energias limpas e renováveis.


Os Eixos Estruturantes do Projeto

 a troca de saberes sobre uso das plantas para a saúde;
 educação alimentar, diversidade, nutrição e segurança alimentar na escola e na comunidade;
 a troca de conhecimentos e de experiências com outros projetos e entidades.

Experiência

O Projeto Horta Solaris acompanha a trajetória de existência da ONG Verde, fundada em 2010, em Itabirito/MG, hoje com sede em São Sebastião dos Cabrestos, na Serra da Canastra, e subsede na Serra da Moeda 

 plantio totalmente orgânico;
 uso de energias limpas e renováveis;
 bombeamento de água com energias alternativas;
 iluminação dos ambientes com lâmpadas de LED;
 captação de água da chuva;
 parceria com escolas da região.

Horta Solaris - niciativa: ONG Verde - Apoio: Sala Verde/MMA; Vital Net; BHZ Contábil; Terra BRASILIS