O que são as Energias Limpas, Renováveis e Infinitas?

Para compreender melhor, separamos cada forma, porém alguns destes conceitos são usados em conjunto.

>> Energias Limpas é um termo usado para denominar as energias que são obtidas através de recursos naturais e não poluem o meio ambiente.

>>  Energias Renováveis são obtidas através de recursos naturais, facilmente encontradas e que se renovam, ou seja, a sua capacidade de se renovar é maior do queo uso que fazemos dela. Por isso, são renováveis.

>> Energias Abundantes referem-se às energias que não se esgotam porque são renováveis.

Exemplo de Energia Limpa, Renovável e Abundante: o sol que por mais que seja utilizado como fonte de energia, nunca deixará de aquecer e brilhar.

Energias Renováveis e Abundantes
>> Energia Solar

A energia luminosa do sol é utilizada através de dispositivos eletrônicos, que são as células fotovoltaicas, para transforma- lá em eletricidade. As placas solares captam o calor do sol e aquecem a água. É uma energia de fonte inesgotável, não poluidora e abundante. Atualmente, os países que mais produzem são Alemanha, EUA e Japão.

Benefícios no uso: a energia solar é considerada o recurso energético mais abundante do nosso planeta; inesgotável; equipamentos de baixa manutenção; abastece locais aonde a rede elétrica comum não chega, como em áreas rurais.

Dificuldades: a produção é interrompida à noite e reduzida nos dias de chuva, neve ou em locais com poucas horas de sol, exigindo o armazenamento em baterias estacionárias.

>> Energia Eólica

A energia dos ventos é obtida através de enormes cata-ventos com geradores que produzem energia. Atualmente,  os países que mais produzem são Alemanha, Espanha e EUA. 

Benefícios no uso:  fonte abundante, disponível em todos os lugares e inesgotável; abastece locais aonde a rede elétrica comum não chega, incluindo áreas rurais. 

Dificuldades: muitos cata-ventos juntos produzem barulhos, que levam à poluição sonora; morte de pássaros que, podem, em vôo, se chocar com os cata-ventos.

>> Energia das Marés

Energia obtida com o movimento das águas do mar que movimentam uma turbina grande que por sua vez aciona um gerador de eletricidade. Países que produzem são a França, Inglaterra e Japão.

Benefícios no uso: é uma fonte de energia abundante e tem capacidade para abastecer muitas cidades no litoral.

Dificuldades: a produção sofre influencia do ciclo das marés, proporcionando oscilações. Energia muito cara pelo processo de produção.

>> Biogás

Energia obtida através da mistura de lixo orgânico, excrementos de animais, que são fermentados por bactérias e liberam gases. 

Benefícios no uso: pode ser usado como gás de cozinha; elimina o lixo orgânico; produz adubo para fertilizar hortas; o gás produzido pode ser vendido gerando renda.

Dificuldades: os problemas encontrados na produção do biogás é que seu armazenamento é difícil e pode ser mais caro, por requerer segurança também.

>> Biocombustíveis

Energia obtida com o uso da cana de açúcar para a produção de combustível, ou ainda a utilização de alguns grãos, sementes(mamona, por exemplo) e cascas, galhos e folhas de árvores,que sofrem processos físico-químicos. Podem ser utilizados puros ou misturados com outros produtos inflamáveis em motores, são menos poluentes e biodegradáveis. Bom exemplo é o álcool derivado da cana de açúcar. Existem também os biocombustíveis derivados do dendê, do girassol, do babaçu e de outras espécies. 

Benefícios no uso: substitui diretamente o petróleo; os vegetais usados na fabricação absorvem CO2 em sua fase de crescimento. O Brasil está entre os maiores produtores mundiais.

Dificuldades: diversas aspectos tiram desse biocombustivel a sustentabilidade pois para o plantio da cana de açúcar são utilizados inseticidas que elevam o preço da produto e podem com a chuva escorrer para mananciais aquáticos contaminando peixes.

Freqüentemente são feitas queimadas para limpar o terreno e facilitar a mão de obra, o que causa danos ao meio ambiente; a mão de obra nos canaviais, historicamente, vem sendo alvo de denúncias de ser escrava e semiescrava.

Vantagens do uso de Energias Limpas

  • Aumenta a diversidade na oferta de energia;
  • Gera mais empregos no setor energético;
  • Cria oportunidade de uso nas regiões rurais;
  • Impedem o alagamento de grandes regiões, inclusive florestas;
  • Preserva a biodiversidade;
  • Reduz a poluição e a emissão de gases de efeito estufa;
  • Representa importante economia financeira para os consumidores;
  • Assegura a geração de energia sustentável a longo prazo;
  • Elimina o risco de apagões;
  • Impede o deslocamento de comunidades de seu habitat originário;
  • Preserva a história de vida de comunidades tradicionais e indígenas.

Sobre o uso de energias no Brasil

No Brasil, cerca de 75% da energia elétrica utilizada é obtida através  das hidroelétricas. 

Esse tipo de energia acontece através dos movimentos das águas. 

Essas usinas são classificadas como renováveis, mas não podemos dizer que sejam limpas. 

Existem estudos indicando que durante  a construção e no decorrer do funcionamento das hidrelétricas acontecem emissões de gás carbônico (CO2) e metano (CH4), dois dos principais causadores do aumento prejudicial do efeito estufa.

Impactos da construção de hidrelétricas

  • A necessidade de construção de reservatório para a 
  • hidrelétrica funcionar causa inundações nas florestas;
  • Com as inundações, há o risco de extinção da flora local;
  • Para construir a hidroelétrica é necessário o corte excessivo de árvores;
  • Árvores que não forem cortadas ficam submersas e morrem;
  • Flora que sobrevive atrapalha o funcionamento das turbinas, exigindo mais gastos do governo com as limpezas e a manutenção;
  • Durante a inundação, muitas espécies de animais fogem para outro habitat;
  • Muitas espécies de animais, fugindo da inundação não sobrevivem em outro lugar;
  • Com as barragens, o fluxo natural dos peixes é interrompido;
  • Com as barragens, a luta pela sobrevivência dos peixes causa a predominância de determinadas espécies em relação a outras;
  • Aumento da proliferação de micro-organismos na água e, conseqüentemente, doenças e epidemias na população vizinha à hidrelétrica;
  • Mudança climática na região, inclusive do ciclo das chuvas;
  • Mudanças no cultivo e criação de animais da população;
  • Alagamento de propriedades, casas, áreas produtivas e cidades;
  • Perdas de laços comunitários;
  • Separação de comunidades e famílias;
  • Destruição de igrejas, capelas e locais sagrados para as comunidades indígenas e tradicionais.

Fontes infinitas geram energia para todos

É muito importante para o nosso país o investimento em estudos e pesquisas sobre os recursos naturais na produção de energias limpas, renováveis e sustentáveis. 

É preciso superar a nossa dependência de combustíveis fósseis e poluentes e garantir a existência de um meio ambiente com qualidade, com suficiência e eficiência para atender as necessidades de todos os seres presentes no planeta Terra.

É claro que existem diversos problemas em torno do uso de energias limpas e, certamente, a maioria desses problemas decorre do seu uso em sociedades, cujo padrão de vida é pautado pelo consumismo e pelo lucro.
               
O modelo energético, tradicionalmente utilizado na maioria dos países, edificou um mercado altamente lucrativo, pouco competitivo e prima fonte de arrecadação de impostos.

O cidadão é penalizado com tarifas altas e baixa qualidade de serviços; com apagões, queimas de aparelhos eletrodomésticos e com falta de investimento e informações sobre energias alternativas .

Imaginem como seria (é) maravilhoso usar a energia do sol, do vento ou o biogás para ligar a geladeira, a TV, luzes, banhos quentes, lâmpadas..., enfim, para ter conforto em casa. 

Diante das nossas necessidades e das nossas capacidades, podemos ir muito além dos nossos pensamentos e mudar o rumo dos ventos a favor de todos, enfrentando essa realidade e ampliando nosso conhecimento sobre a utilização sustentável dos recursos naturais.

O uso de energias limpas representa uma ameaça aos exploradores desse mercado energético, que tem no governo o apoio teórico e logístico para sua manutenção no Brasil. 

Estamos falando de um grande negócio que se impõe como única alternativa nacional de abastecimento de energia no país. Logo, fica fácil entender porque as criticas em  torno do uso das energias limpas estão focadas no alto preço do maquinário necessário, na necessidade da importação e na ausência de tecnologia desenvolvida no país que pudesse absorver ou participar do mercado.

Energias Limpas e o Estado

De fato, tem razão aqueles que indagam sobre os altos preços e a necessidade de importação quando se fala em alguns tipos de energias limpas. Contudo, esse discurso não propõe nada, apenas pretende indicar a inviabilidade da construção de um projeto nacional que invista em pesquisas e tecnologia para o uso de energias limpas.

Nesse contexto, o Estado deveria ser o agente facilitador desse processo de mudanças e abandonar o balcão de negócios com o qual tem se acostumado agerenciar o país. Se a pauta dos governos indica preocupações com apagões ,e consequentemente, com possível crise energética, diante de um único modelo energético existente – é inteligente incentivar pesquisas e financiamentos para o desenvolvimento tecnológico e adotar políticas de incentivos fiscais a fabricantes e usuários.

Do lado de cá, embaixo desse grande balcão de negócios, estamos nós, cientes da existência dessas dificuldades, mas prontos a continuar insistindo com o debate em torno da viabilidade do uso de energias limpas e da necessidade de se investir em educação, pesquisa e tecnologia.

Alguns passos já foram dados por milhares de pessoas que, como nós, acreditam e defendem a utilização de ENERGIAS LIMPAS como resposta ao modelo energético atual no Brasil, que é caro, sujo e extremamente agressivo ao meio ambiente.

O Cidadão precisa fazer a sua parte!

Pesquise, informe-se e comece a pensar sobre o uso de energias
limpas. Ampliar o nosso conhecimento e trocar informações são alguns
passos que podem fazer diferença na vida de sociedades inteiras. 

Cobrar dos governos locais o investimento em placas e aquecedores
solares para hospitais públicos, escolas e para outras instituições
públicas já se constitui em outro grande passo. 

Procure debater sobre o assunto, instigando as pessoas a buscar
mais informações na sua cidade, na sua escola, no seu local
de trabalho ou no seu bairro.

Pesquise preços e condições para instalar um aquecedor solar para 
chuveiros, com esta medida você economizará algo em torno de 30% 
na conta de energia elétrica em sua residência.

Energia Elétrica Limpa e Sustentável

  • O Brasil pode investir em pesquisas e tecnologias de energias limpas – hoje já existem diversos projetos em andamento;
  • Cada casa pode ter placas e aquecedor solar;
  • Hospitais, escolas, indústrias, comercio, enfim todos podem usar energias limpas;
  • O uso das energias limpas deve ser individual, ou seja, para cada casa, cada empresa, cada escola. Deve-se evitar que empresários privatizem o uso do sol ou dos ventos e construam parques solares, por exemplo, e queiram vender essa energia limpa para a população, o que seria muito caro e ambientalmente incorreto; 
  • As indústrias podem fabricar aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos para funcionar com tensão nominal entre 12 e 48 volts, em CC (corrente contínua), necessários para esse tipo de energia.

Para exemplificar, o computador é ligado em 110 volts, CA (corrente alternada), mas dentro dele é realizada conversão de CA para CC; geralmente, de 110 volts para 12 volts CC e 5 volts CC. O carregador do celular é ligado em 110 volts, mas a tensão é convertida em 5 volts CC.

Cada vez mais, os aparelhos eletrônicos são produzidos para trabalhar com tensões e correntes menores, traduzindo-se na prática, em mais economia no consumo de energia.

Trocando em miúdos, quase todos os aparelhos eletroeletrônicos (exceção feita aos produtos a motor ou resistor CA – geladeira, chuveiro, liquidificador, ferro de passar roupas, furadeiras  etc.) funcionam com voltagens de baixa tensão e corrente contínua.

Os produtos eletrônicos produzidos no século XXI não admitem as espúrias de senóides entregues em sua casa pelas concessionárias de eletricidade: nós pagamos, mais uma vez, para a corrente alternada ser reduzida (em alguns casos, 90%), retificada (transformar a corrente alternada em contínua) e filtrada (retirar as deformações da corrente alternada) nas fontes de alimentação dentro dos aparelhos.

A ONG Verde assume os compromissos de:

>>> Pesquisar, divulgar, incentivar e debater sobre o uso de energias limpas, renováveis e abundantes

>>> Pesquisar, divulgar, incentivar e debater sobre as práticas econômicas no uso de energias em residências ou nos locais de trabalho.

Para outras informações e para agendar visita técnica à Casa ECOVERDE, na Serra da Canastra, é só entrar em contatto pelo email:

@ongverde.org